Talvez você já tenha se perguntado se existe alguma diferença entre o eletricista residencial, predial e industrial? A resposta é sim, existem diferenças nessas três áreas da elétrica. Porém, a diferença é pouca.

O eletricista predial e o industrial estão praticamente no mesmo nível de conhecimento. Contudo, essas duas áreas são as que mais se assemelham, diferenciando pouca coisa no curso preparatório.

Abaixo você vai aprender o que existe em um curso de eletricista residencial, predial e industrial, qual a diferença entre eles e o que é ensinado nos cursos em relação a essas três áreas da eletricidade. 

Entenda qual a diferença entre um eletricista residencial, predial e industrial? 

Antes de explicar a diferença é necessário compreender o que cada curso ensina, assim é mais fácil entender o que realmente faz um eletricista residencial, predial e industrial. Um dos cursos mais famosos na área de elétrica é o Mundo Senai. Se você deseja seguir uma área específica da eletricidade, esse é um dos poucos cursos que oferecem opções.

Eletricista Residencial

A parte elétrica de uma residência é algo mais fácil de manusear em relação a um prédio ou empresa. Por isso, o curso para se tornar um eletricista residencial possui apenas 180 horas e é dividido em dois módulos. 

O primeiro módulo fala sobre como empreender nesse campo. Ao contrário dos outros segmentos da elétrica, o eletricista residencial, em sua maioria trabalha de maneira independente. Por isso, é ensinado como captar clientes, como fazer um orçamento e afins.

Essa é uma parte muito importante do curso, pois você vai aprender como começar a trabalhar e obter retorno com seu serviço. Esse módulo é curto, só possui 20 horas. 

Depois de aprender sobre como empreender na elétrica residencial, o curso vai adentrar em todas as instalações elétricas que uma casa possui. Assim, você vai aprender como fazer uma instalação, como identificar e corrigir algum erro e como trabalhar de maneira segura e eficaz.

Esse segundo módulo tem uma carga horária de 160 horas. O segmento de eletricista residencial é um dos cursos mais rápidos dentro do mundo da elétrica.

Eletricista predial

Para se tornar um eletricista predial é necessário muito estudo, pois esse curso aborda assuntos extensos e complicados. Por isso, a carga horária são de 800 horas, dada a quantidade de conteúdos que precisam ser ensinados.

O curso começa falando sobre como deve ser a comunicação oral e escrita. Logo após é ensinado sobre matemática aplicada, a fim de orientar o profissional a aprender sobre como calcular ou resolver algum problema elétrico. 

Depois é ensinado sobre desenho técnico. Isso se refere a capacidade de interpretação de plantas e diagramas. Não apenas como ler, mas também como elaborar esses projetos, seja no papel ou em algum programa de computador.

O terceiro tópico vai falar sobre a eletricidade em termos mais amplos. Então você vai aprender sobre leis, teorias, circuitos e afins. É importante conhecer esses aspectos gerais para aprender segmentos mais específicos.

Somente no quarto tópico é que o curso vai abordar sobre as estruturas prediais. Depois disso, todos os assuntos subsequentes vão abordar sobre o trabalho de um eletricista predial.

Eletricista Industrial  

O curso de eletricista industrial possui uma carga horária de 380 horas e tem apenas um módulo que é dividido em 5 tópicos. Ao contrário do curso de eletricista predial que aborda várias questões antes de entrar no assunto principal. O curso de eletricista industrial é mais focado e objetivo.

Os tópicos são: Comandos Elétricos, Inversores de frequência Soft-Starter, Controladores Lógico e Programáveis, Instalações Elétricas Prediais e Eletricidade Geral. Cada um desses tópicos possui uma carga horária específica.

Como você pôde perceber o curso de eletricista industrial tem um tópico que aborda sobre instalações prediais, pois ambas as instalações são bem semelhantes. Por isso, esses dois segmentos são parecidos. A única diferença é que um eletricista industrial também será responsável pela manutenção das máquinas, além de manusear todas as correntes elétricas do ambiente. 

Nesses três cursos é ensinado sobre segurança do trabalho, normas, leis e equipamentos de segurança. Esses são os assuntos mais semelhantes. Mas no dia a dia, cada um desses segmentos lida com desafios e problemas diferentes.

Eletricista residencial, predial e industrial. Qual área escolher?

Cada área da elétrica possui seus prós e contras. Para escolher um segmento é preciso se perguntar quanto tempo você está disposto a investir no curso de eletricista. Como você já sabe o curso de eletricista residencial é muito mais rápido, porém, esse segmento é um dos mais simples da área, abordando aspectos limitados da eletricidade.

Muitas pessoas optam pelo curso de eletricista residencial, isso faz com que a concorrência aumente a cada dia. Logo, será mais difícil ganhar visibilidade nessa área. 

Em contrapartida, o curso de eletricista predial é mais caro e demorado, porém não existe tanta concorrência, assim como o eletricista industrial. Essas duas opções também podem se tornar muito favoráveis futuramente.

É importante analisar qual área é mais requisitada na região onde você mora. Assim, você poderá investir em um curso e conseguir um emprego mais rapidamente. Também é importante analisar até que valor você está disposto a investir no seu conhecimento.

eletricista-exercendo-profissão

Quanto ganha um eletricista residencial, predial e industrial?

Para um eletricista residencial não existe um salário fixo, uma vez que esse profissional trabalha de maneira autônoma. Logo, é você que vai fazer seu próprio salário. O que existe é uma faixa de preço para cada ação. Mas isso varia de região para região e da concorrência. Regiões maiores tendem a ter uma concorrência maior.

O eletricista predial ganha em média $2.300. Mas dependendo da empresa e da região esse valor pode ser mais baixo ou mais alto. Por fim, o eletricista industrial ganha em média $2.500. 

Talvez você pense que esse salário é muito baixo, mas na verdade, dependendo do conhecimento que você vai adquirindo ao longo dos anos, esse valor pode quadruplicar. Seu sucesso depende unicamente de você. Quanto mais você se especializar, mais reconhecimento financeiro você vai ter.